segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Confiança é como cristal


Já dizem que a confiança é como cristal, porque o cristal depois que se quebra é impossível cola-lo ou concerta-lo com perfeição, nunca mais será o mesmo! E assim é a confiança!
Quando perdemos essa confiança em nossos amigos, parentes e namorado nos sentimos mal porque os amamos e ainda queremos dar mais um voto de confiança, mas é muito difícil!
E começamos então a "confiar desconfiando". Nunca mais confiaremos cegamente.
E quando esta pessoa continua nos dando motivos para não confiar nela? O que fazer? Aceitar que ama alguém que não confia? Tentar confiar pela milésima vez? Ou deixar aquele que amamos por não ser digno de nossa confiança?
Com certeza a ultima alternativa é a mais fácil. É mais fácil nos vermos livres daquele que não merece nossa confiança do que apostar nele, mesmo com medo de errar de novo!
Eu já estive nos dois lados da moeda. Já fui aquele que não confiava e sofria muito com isso.
Como diz a Alcione: "Eu fazia dos teus erros, um motivo qualquer pra razão da minha culpa!"
Eu o amava tanto e não queria perde-lo que acabava tentando justificar todos os vacilos que ele dava. E assim continuava até o próximo vacilo. E a cada vacilo eu ia me fortificando até que cheguei ao ponto de dizer: basta!
Será que agi certo? Será que não deveria ter lutado mais por aquele que eu dizia ser meu amor? Mas perae! Quem garante que eu era o amor dele?
Hoje vivo o outro lado dessa moeda. Mudei de personagem!
E nesta novela da vida real não há vitima e nem algoz! Apenas seres humanos passiveis ao erro!
Errei inúmeras vezes com aquele que é meu amor. Já pedi perdão, chorei, supliquei por seu amor. E ele aceitou! Disse sim, quando era mais fácil dizer não!
Quero mostrar pra ele que vai valer muito a pena confiar em mim pela milésima vez (mesmo não tendo valido as novecentas e noventa e nove).
Pra ele quero mostrar isso. E pra vocês que a confiança se quebra como cristal sim, mas que apesar de nunca mais ser a mesma, é possível viver feliz se ainda existe o amor!
Só avalie a quem você dedica esta "confiança desconfiada", pois existem pessoas que não são dignas nem disso!


terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Primeiro encontro


Uma das coisas mais frequentes no meio gay é o encontro as escuras, visto que nós gays somos os que mais usamos a internet como meio de conhecer pessoas e quem sabe assim encontrar nossa "cara metade".
Orkut, msn, salas de bate papo são algumas maneiras de se conhecer pessoas pela internet, e assim marcarmos depois um encontro quase que as escuras, pois não sabemos se aquelas coisas que conversamos com aquela pessoa são realmente verdadeiras, se ele é como parece na foto ou se a pessoa que nós temos em mente é a mesma que teclamos.
E durante estes preparativos para o primeiro encontro ficamos na ansiedade e pensando: "Será que vou gostar dele?" "Será que ele vai gostar de mim?"
E as vezes o medo nos faz criar um personagem que ao nosso ver agradará o outro.
O que é completamente errado, pois se ele gostar de nós não estará gostando de como nós somos de verdade, mas sim de um personagem que criamos.
E se ele não gostar do personagem que estamos mostrando? Aí é tarde! Ele não ligará depois e você não terá mais a oportunidade de realmente se apresentar!
O ideal mesmo no primeiro encontro é tentarmos ficar calmos e acreditar que o que tiver que ser será (já dizia a Xuxa).
O nervosismo só atrapalha! Ele te faz falar besteira, ficar sem saber o que dizer e parecer um bobo na frente do cara.
Então tente passar para a pessoa o quanto está relaxado naquele momento.
Alguns tipos de assuntos devem ser evitados no primeiro encontro. Como falar de ex namorados (Ninguém merece ficar ouvindo uma pessoa se lamentar de ex ou falar das coisas boas que viveu com ele), problemas do trabalho, problemas de famíliahorrível conhecer alguém que ainda nem sabemos quem é direito e já nos traz seus problemas pessoais)
Não estou aqui dizendo que você terá que passar a imagem da perfeição, mesmo porque o perfeito não existe, e se existisse seria extremamente chato. E chato é o que você não quer ser não é mesmo?
Sempre temos que deixar um pouco de mistério no ar...Isso fará com que o gato sinta vontade de nos desvendar. E assim sentir a necessidade de manter um contato.
Por mais que você esteja louco pra encontrar o cara certo não demonstre isso, isso é um repelente! Mostre pro cara o quanto é feliz! Assim ele irá querer fazer parte dessa felicidade.
Sorria sempre! Por mais que as vezes não fale nada, as pessoas gostam de ver alguém que sempre sorrir. Sorrir o tempo todo já é meio caminho andado!
Mas cuidado pra não ficar sorrindo em momentos inoportunos. Não fique com um sorriso estampado no rosto e a cabeça no mundo da imaginação, pois vai que o cara tá falando uma coisa séria e você tá alí com aquela cara de bobo sorrindo!!
Outra coisa muito importante no primeiro encontro é o seu visual. Nada de exageros!
Não ouse muito nas roupas e acessórios. Vá bem cleanItálico e deixe o cara olhar pra você e ver apenas você! Não muitos brincos na orelha, um colar de semente que insiste em te ofuscar ou aquela sua camisa super transada cheia de paetês!
Com o tempo vá mostrando que gosta dessas coisas, pois é necessário ter personalidade! Mas no primeiro encontro use e abuse do básico.
É possível estar básico e bem vestido. Aliás é mais fácil estar muito emperiquitado e mal vestido do que o contrário.
Seguindo todas essas dicas, se sentindo glamuroso com apenas uma camiseta básica e um jeans, um leve toque de perfume e um sorrisão no rosto mostrando o quanto é feliz, tenho certeza que seu primeiro encontro será um sucesso!
E não estranharei nada se no fim da noite ele quiser dar uma esticadinha, e isso pra mim não é regra. Faça o que bem quiser!
Só sei que de qualquer forma receberá antes de dormir uma mensagem no celular dizendo: "Adorei ter te conhecido!"

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Morar junto! Problema ou solução?

Inspirado em um casal de amigos que resolveram morar juntos, decidir falar aqui sobre o tema.
Assim que esse casal me contou que estavam querendo "juntar os trapos" eu contei a novidade para alguns amigos.
E foi curioso que um grande amigo que já morou junto com um cara disse: "Essas pessoas se iludem achando que morar junto é um conto de fadas. Se elas soubessem que não é nada fácil não pensariam nisso!"
Por tal frase já podemos concluir que este amigo não foi feliz em tal experiência. Mas quem garante que este casal de amigos não serão?
Eles se amam; possuem muita intimidade apesar do pouco tempo juntos. E o que é o mais importante, decidiram isto de comum acordo, ou seja, tem tudo pra dar certo!
Com este meu amigo da tal frase a coisa já começou errado. Ele além de não conhecer direito o cara com que iria dividir o mesmo teto, se mudou pra casa do moço de mala e cuia simplesmente porque brigou em casa e decidiu que moraria então com o namorado.
Eles não conversaram sobre assunto, não decidiram se isso seria bom pro relacionamento e etc. A coisa simplesmente aconteceu!
E esse cara que meu amigo arranjou não estava preparado mesmo para uma vida de "casado". Era infantil, imaturo, grosso, arrogante, entre outros adjetivos.
E meu amigo que até então vivia de casa em casa estava vivendo um conto de fadas. Ele tinha a própria casa, ninguém pra perturbar, e um marido pra dar sexo e carinho. Mas depois o conto de fadas se desfez e meu amigo se deparou com a cruel realidade. Ele tinha agido precipitadamente!
Então galera morar junto é problema ou solução dependendo do parceiro que você escolheu pra dividir o mesmo teto, do momento em que você se encontra (financeiro, emocional, maturidade).
Pense que você é uma pessoa que tem seus gostos, particularidades, esquisitices e o outro também. Então até que ponto você está preparado para dividir isto tudo com uma outra pessoa?
Ou melhor, até que ponto você está preparado para aceitar essas coisas de uma outra pessoa? Ouvir músicas que não são do seu agrado, toalhas molhadas na cama, amigos dele que você não gosta e que irão visita-los, brigas bobas como que controla o controle remoto da tv , a conta de água que ele deveria ter pago e não pagou, seu iogurte que tava na geladeira e ele tomou e bla bla bla...Então quer um conselho? Ponha tudo isso na balança! E se a vontade de dormir e acordar juntinho ao lado dele todos os dias for maior que tudo isso, vá em frente!
Caso contrário, deixe as coisas como estão! Talvez ele não seja o cara certo, ou o momento não é agora!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

O perigo nosso de cada dia!

Uma das coisas que me fez querer escrever este post, é o pouco caso que muitos gays dão para as doenças sexualmente transmissíveis, que estão aí e qualquer um pode ser vitima delas!
As doenças não tem cara. Elas podem estar no cara que se diz hetero, no garotinho que acabou de começar sua vida sexual e até mesmo no gostosão sarado com aparência saudável.
Por isso é muito importante mesmo não ter uma vida sexual promiscua e sempre usar camisinha!!
Eu fico besta com gays que conheço e que parecem não se importar muito com isso.
É pouco amor pela vida ou muito amor pela sacanagem? Ou quem sabe as duas coisas!
Tinha um amigo que corria riscos diários. E o curioso é que ele é um cara inteligente, esclarecido, bem informado. Não é uma bichinha burra e desprovida de informação.
Mas mesmo assim ele pecava horrores no sentido de colocar sua saúde em risco.
Já ouvi da boca desse amigo coisas do tipo: "Nossa eu dei horrores hoje para um boy sem camisinha, mas não tem risco porque ele não gozou dentro!"
Alguém por favor pega o meu carimbo de BURRO!! Eu preciso carimbar com letras bem grandes na testa deste cara que deve ter como slogan pessoal: "Não amo minha vida!"
Gente" Onde já se viu uma pessoa achar que não pode pegar uma DST só porque o cara não gozou dentro? Terra falando!! Terra chamando bicha burra!!
Aloooooooouuu!! É claro que se pode pegar doenças sim! Mesmo porque o pênis soltar um liquido durante o ato sexual sem percebermos. E este liquido pode sim contaminar uma pessoa que está transando sem camisinha!
Tenho um amigo que pegou uma doença usando camisinha!! A médica disse que talvez o cara que estava sendo ativo com ele não estava com o pênis totalmente coberto, coisa que as vezes nem percebemos na euforia do momento.
Então você para e pensa! Se um amigo meu pegou uma doença usando camisinha porque o pênis do parceiro não estava totalmente protegido, imagine então esse outro que transa sem proteção nenhuma?
Entendo que pelo menos uma ou duas vezes na vida já transamos sem camisinha com desconhecidos. Principalmente no inicio de nossa vida sexual onde as coisas simplesmente acontecem! Mas é necessário que depois de "pequenos erros", aprendermos!
Uma outra coisa onde muitos gays passam batido é em relação ao sexo oral. Muita gente pensa que não se pega doenças pelo sexo oral. Errado!! Se pega sim!
Apesar de o risco ser bem menor do que no sexo anal, ele existe! E não pense que se um cara apenas te chupou e você não fez nada está livre de qualquer doença, pois não está!
Para aquele que está sendo ativo durante o sexo (que está chupando) o risco é bem maior, pois está com o pênis na boca que solta o líquido que já falei antes. E se a pessoa tiver alguma inflamação na gengiva, corte, ou as vezes até cárie (coisa que quase todos tem) este risco aumenta ainda mais!
E voltando ao amigo desprovido de inteligência que dar adoidado sem camisinha. Ele me disse que adora mamar, e que mama mesmo qualquer um que esteja a sua frente, mas é claro que leitinho ele só toma dos gatos!
Ai gente! O que eu posso falar depois dessa? Pega o carimbo de novo!
Se já corremos riscos fazendo sexo oral sem camisinha, ainda mais fazendo e tomando o "leitinho!" É risco elevado ao quadrado!
Hoje em dia não tenho mais contato com este amigo, e nem sei se ele mudou esta maneira de levar a vida, mas caso não tenha mudado, nem preciso ter bola de cristal pra saber como tudo isso vai terminar...

sábado, 5 de dezembro de 2009

Quanta intimidade!!

Logo que começamos um namoro e estamos envolvidos pela paixão é difícil imaginar que nosso namorado faz coisas triviais e normais como todos ser humano.
Você consegue imaginar no auge da paixão aquele gatinho cheiroso sentado no vaso sanitário fazendo o número 2? Eca! Claro que não! Nossa paixão não nos permite isso!
Não paramos pra pensar nessas coisas.
É claro que sabemos que todos fazem isso, mas é preferível fingir que nosso gatinho gostosinho não faz.
Ele não solta pum, não tem meleca, não tem cc quando soa muito e muito menos bafo de onça! Nosso "príncipe" é perfeito!!
Mas perae" Para tudo! Não é absolutamente normal que uma pessoa perfeita faça tudo isso? Aliás você também faz não é mesmo?
Hum...Mas existem coisas que é melhor ficarmos apenas pra gente!
Quantas e quantas vezes você já sentiu vontade de soltar um pum perto do gato e prendeu? Quantas vezes você entrou no banheiro pra fazer o numero dois e abriu a torneira pra abafar os sons ou fingiu que ia tomar banho?
No inicio da paixão tudo tem que ser perfeito, nada pode dar errado!
Nosso gato e nós temos que ser como as estrelas da tv que "não vão ao banheiro, não sentem dor de barriga e já acordam lindas na novela!"
Eu tenho uma amiga que diz que em se tratando de namoro tudo deveria dar certo. O ônibus deveria parar quando fazemos sinal, sempre deverá ter um banco para sentarmos quando entramos no buzão, o garçon deverá olhar para nós no exato momento que iríamos chama-lo etc.
Realmente seria perfeito se tudo fosse assim, mas na vida real as coisas nem sempre são perfeitas.
Por tanto acredite! Seu namorado faz tudo aquilo que você sabe que ele faz, mas que prefere fingir não saber.
E o que é pior! Com o tempo surge a tal intimidade. E alguns casais vão se permitindo pequenas coisas como soltar um pum na frente do companheiro, cheirar o sovaco pra saber se tem cc, bater papo sentado no vaso enquanto o outro escova os dentes e por aí vai.
Nossa eu confesso que antes achava impossível fazer coisas tão intimas perto de alguém que é meu amor e que na minha cabeça teria que seduzi-lo diariamente com o Paulo mais perfeito que pudesse existir em mim.
Conversando com um amigo casado a 7 anos ele me falou que fazia todo tipo de intimidade perto do seu namorado e vice-versa. Pensei: Como eles ainda podem sentir tesão um pelo outro depois disso?
Eu acreditava que depois de tanta intimidade era sinal de que o amor já tinha dado asas e voado a muito tempo. Mero engano!
O amor não some porque você viu seu namorado fazendo aquilo que você sabe que ele faz. E eu sem perceber fui me permitindo coisas com meu namorado e ele também. E o nosso amor? Continua intacto!
Batendo um papo com casais de amigos descobri que o grau de intimidade entre eles era até maior que o meu com meu namorado.
Um amigo até disse que ele e o namorado olhavam a "obra de arte" que o outro tinha deixado no vaso.
Um casal de amigo bem próximo a mim e que se conheceram não faz muito tempo tem um grau de intimidade enorme! Eles cheiram o sovaco um do outro, soltam pum e fazem brincadeiras em cima disso, dizem quando o outro tá com mau halito e se amam com muita, mais muita paixão!
Então será que a intimidade realmente acaba com o amor? Meus amigos estão aí provando que não!

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Jogos do amor

Você já reparou como vivemos sempre fazendo o JOGO DO AMOR?
Quantas vezes não já dizemos NÃO querendo dizer SIM?
Quantas vezes já fomos embora querendo ficar?
Quantas vezes já não ficamos loucos de ansiedade ao lado do telefone esperando ele ligar. Pra depois deixarmos o telefone tocar bastante e então fingirmos que não estávamos nem aí?
Esses tipos de joguinhos são normais nas relações amorosas.
Principalmente no inicio de namoro que é quando estamos ainda na fase da conquista.
Você só precisa tomar cuidado para não viver jogando o tempo todo e assim transformar o amor em um jogo onde o perdedor poderá ser você!
É interessante e até saudável fazer uns joguinhos, isso tem lá seu charme. Mas como tudo nessa vida tem que ter um limite. Tem horas que o ideal é se despir desses jogos e dizer: SIM EU QUERO!!
Nada de não quando na verdade está louco pra dizer um sim!
Eu tinha um namorado que não tinha limites pra esse joguinhos.
Nosso relacionamento era baseado em cima de pequenos jogos.
E como ele jogava bastante eu me via em uma situação onde deveria jogar também.
As vezes passávamos dias sem se ver e sem se falar porque fazíamos o jogo: Eu vou deixar ele ligar primeiro!
Sempre esperávamos que o outro marcasse o próximo encontro. Fazíamos então o jogo pra ver quem aguentava mais.
E aquele que ligava ou marcava o encontro, era o "perdedor carente" que não resistiu a saudade e foi vencido por ela!
Na verdade ambos perdíamos neste jogo! Estes jogos não nos permitiam ganhar intimidade e assim podermos ser felizes de verdade.
Depois que este relacionamento acabou comecei a namorar meu atual namorado. Que nunca jogou!
De repente era estranho pra mim me deparar com alguém que se queria dizer sim, simplesmente dizia!
Que não fazia charme quando queria sexo.
Que quando queria aparecer na minha casa aparecia sem problemas.
Que não fingia não querer carinho.
Nossa aí percebi como é bom não precisar jogar!
Como já disse antes é normal e charmoso que perquenos jogos existam em nossa relação, mas é preciso ter um limite.
Caso contrário será para o amor e para os dois...


GAME OVER

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Gays que são workaholic


Confesso que nunca tinha pensado em tocar neste assunto aqui no blog. Mas um leitor do coloridonet sugeriu que eu falasse sobre tal tema. Então vamos lá!
É óbvio que não existem só gays workaholics. Mas creio que este blog é voltado para o público gay e então por isso falarei aqui do tema, focado apenas na galera homossexual.
Existem muitos gays que por não levarem uma vida que gostariam de levar, acabam então colocando todo o seu tempo e prioridade no trabalho.
Estes gays vêem o trabalho como um refúgio de uma vida que não está nada legal.
Será que essa é a saída para os problemas?
Minha mãe sempre me disse que não vencemos os problemas fugindo deles!
Será que estes gays que não possuem uma boa base familiar e nem estão realizados no amor, não estão usando o trabalho como fuga de uma vida infeliz?
É claro que sim! E não devemos jamais nos permitir em tentar nos realizar somente em alguns campos da vida!
Nunca seremos felizes por completo se algum campo como família, amor, trabalho, amigos não for preenchido com a tal felicidade!
Não há como não ser feliz em um e tentar compensar em outros. Isto não é a felicidade plena e absoluta!
Fugir também não é a melhor solução.
Ficar focado apenas no trabalho até poderá te dar uma falsa sensação de felicidade. Visto que você está preenchendo de uma maneira útil o tempo que você tem. Mas não fará que o cara dos teus sonhos bata a sua porta e nem que seu relacionamento familiar melhore só porque você está longe da família e por isso sem relação nenhuma!
É preciso que você entenda que o amor pelo trabalho jamais substituirá as lacunas que devem ser preenchidas por amor as outras coisas que você tem na vida!
Então a hora é agora! Passe no local de trabalho apenas o tempo necessário. E a partir de agora não der nenhum minuto a mais do seu dia para a sua vida profissional que já está boa!
Corra atrás de outros campos da vida que precisem ser melhorados!
E quando encontrar saberá então o que é felicidade de verdade!

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Todo gay gosta de pornografia?


Começo este texto já respondendo a pergunta tema, a resposta é não!
É claro que nem todo gay gosta de pornografia, do mesmo jeito que também nem todo hetero gosta.
Se falarmos que todo gay gosta de pornografia, é o mesmo que dizer que todo gay é pornográfico! E não é bem assim.
É claro que muitos gays são bem sexuais mesmos e adoram fotos de homens pelados, vídeos pornôs e etc.
Mas o fato é que lésbicas, homens e mulheres heteros também gostam desse tipo de material.
Só que é mais fácil associar tal imagem aos gays que já trazem com eles um certa fama de safados e promíscuos.
E assim esquecemos que nunca podemos generalizar nada!
Eu tenho amigos que adoram uma pornografia, mas também tenho aqueles (poucos) que não gostam. Que esse tipo de coisa não diz nada pra eles.
Meu namorado por exemplo não sente nada ao ver um vídeo com dois caras transando, ou ver uma foto de um homem nú, mas eu ...bem...eu...abafa!
Talvez nós gays gostemos mais de pornografia do que os heteros justamente por aquela historia que diz que o que é difícil é mais gostoso!
É muito fácil por exemplo vermos fotos de mulheres peladas ou semi-nuas pelas ruas da cidade.
Elas estão no poster da oficina mecânica, na parede do açougue, nas capas de revistas, filmes e por aí vai.
Já o nú masculino não é algo tão fácil de se encontrar! Não vemos em posteres e nem outdoors espalhados pela cidade.
E só recentemente os homens começaram aparecer pelados em filmes.
De um tempo pra cá é mais fácil você tá curtindo um filminho quando de repente tem aquela cena com o nú masculino frontal.
Podemos ver isso em dois filmes recentes, Sex and the city e O leitor.
Antigamente o máximo que víamos de um homem pelado em filmes era a bunda e ainda por cima muito de relance. Coisa que com as mulheres sempre foi bem diferente!
O nú feminino sempre foi muito exposto em filmes, novelas e revistas.
Talvez venha dessa dificuldade de ver um homem pelado e muito menos de ver dois homens pelados transando o fascínio de muitos gays pela pornografia, visto que não é algo de tão fácil acesso.
E o mercado sabendo que gays gostam de pornografia investe pesado nisso. São revistas gays, filmes gays, blogs e até mesmo sites de relacionamentos onde a pessoa coloca suas fotos pelada e as vezes vídeo transando.
Eu tenho um amigo que brigava feio com o namorado por o namorado gostar de vídeos e revistas pornográficas. E chegaram tantas vezes a terminar por isso.
Sabem o que acho disso? Uma tremenda bobagem! Gente são apenas fotos! São caras pelados em um papel, em imagens na tv ou na tela do computador, não são reais! São a fantasia do seu homem, você é a realidade!
Meu amigo achava que o namorado dele vendo esse tipo de coisa ficava excitado ao ponto de querer procurar algo na rua.
Eu já acho completamente o contrário! Quando leio um conto erótico ou vejo um filme pornô começo a contar as horas pro meu namorado chegar e botar em pratica com ele a realidade que aquela fantasia me propôs!
Não vejo a pornografia como um empecilho entre o casal, vejo como uma ponte para o prazer!
E nem concordo com esse meu amigo que diz que o namorado dele não precisa disso porque tem ele. Isso é pura bobagem! As vezes mesmo tendo coisas gostosas e saudáveis em nossa geladeira sentimos a vontade de comer "porcarias" na rua. O que não nos impede de depois entrarmos em casa, abrirmos a geladeria e devorar tudo que tem ali!
Não to dizendo aqui que temos que trair e depois voltarmos para nossos namorados como se nada tivesse acontecido. Todo dizendo que se você o proíbe de algo que ele gosta e que já praticava até antes de te conhecer, você o fará reprimir esse desejo.
E sabe o que acontece com desejo reprimido? Ele cresce!
E depois de ter crescido talvez não se satisfaça com uma simples masturbação na frente da tv.
É! Meu amigo ainda tem muito o que aprender!

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Contei pra minha mãe. E agora?

É certo que todas as mães amam seus filhos, mas nem todas são capazes de aceitar a condição sexual desse filho. E apesar de falarem que mãe é tudo igual e só muda de endereço, neste caso não é bem assim...
É possível que você veja que um amigo se assumiu e a mãe dele aceitou numa boa, mas isso não quer dizer que a sua aceite do mesmo jeito.
Várias mães aceitam de formas diferentes essa situação.
Tenho um amigo que a mãe aceitou bem e até piadas fazem em cima do assunto.
Meu namorado ao contar pra sua mãe ela também aceitou sem grandes problemas. E ainda o encheu de perguntas como perda da virgindade, amores do passado, preferências sexuais e etc...
E existem mães como a minha. Que aceitou mas prefere fingir que nada aconteceu.
Nós nunca tocamos no assunto e agimos como se não tivéssemos tido essa conversa.
Confesso que depois de ter contado senti a necessidade de parar de fingir o tempo todo e agir de uma maneira aberta, mas ela preferiu que não fosse assim.
E isso me deixava com inveja de meu namorado, onde a mãe dele achou melhor não fingir que nada aconteceu.
Mas aí pensei que não poderia exigir de minha mãe nada. Porque nunca podemos exigir nada dos outros, do mesmo jeito que minha mãe não pode me cobrar ser heterossexual eu não posso cobrar dela que aceite minha homossexualidade.
As pessoas só dão aquilo que elas podem dar!


Em Queer as folk Debbie tem muito orgulho de seu filho Michael, que é homossexual assumido.
A personagem bate no peito dizendo que sente muito orgulho do filho gay. E é praticamente uma militante em causas a favor dos homossexuais.
Em um determinado momento da série Debbie diz para uma mãe que não estava querendo aceitar a homossexualidade do filho: "Todas nós mães sabemos quando nossos filhos são gays. E por isso pra facilitar a vida deles nunca devemos perguntar, você é gay? Nós devemos simplesmente dizer EU SEI! E assim tira-los da difícil tarefa que é contar para nós"

Quem dera se todas as mães fossem como Debbie? Como seria bom sermos aceitos pelo o que nós somos sem fingimentos.
As pessoas de uma maneira geral tem dificuldades de aceitar a homossexualidade porque não a vêem como uma condição de um individuo, mas como uma opção!
E eu já disse aqui antes e vou repetir: Ninguém escolhe ser gay!
Não é opção de ninguém ser gay, porque ninguém em sã consciência optaria por sofrer preconceitos e ter que fingir o tempo todo ser quem não é para poder ser aceito e amado.
Uma vez vi na tv uma pessoa falando que o preconceito da família contra o homossexual é o pior preconceito de todos. Porque o negro, o pobre, o gordo que sofrem o preconceito na rua são acalentados dentro de casa. E o gay que sofre preconceito na rua também sofre em casa!
E assim ficamos sem nossa base, sem nosso alicerce que é a família! Por isso o apoio da família, e em especial da mãe é fundamental.
A primeira coisa que uma mãe pensa quando o filho dela diz que é gay é "onde foi que eu errei!"
É normal que de inicio elas se culpem e achem que o filho é gay por alguma coisa que elas deixaram a desejar. Mas com o tempo vão percebendo que não existem culpados, e que o filho é gay simplesmente porque é!

É verdade quando dizem que a mãe sempre sabe. Na verdade a mãe sabe de tudo de um filho. E sabe quando ele é homossexual.
Se não o coloca contra a parede é porque não quer ouvir aquilo que já sabe!
As mães em geral não tem dificuldades em aceitar o filho gay. Elas nos amam e nos aceitam de qualquer jeito. Mas elas sabem que a sociedade não vai aceitar. Elas tem medo que o filho sofra com preconceitos e discriminações.
Mas as mães devem parar pra pensar que sofreremos preconceitos de qualquer jeito. Só que se elas estiverem do nosso lado será ainda mais fácil!
Uma vez vendo um documentário que falava sobre esse assunto, uma mãe disse: "Se todas as mães percebessem que o filho gay é o mais carinhoso de todos. E entre tantos filhos heteros eles são os que mais nos tratam bem, nunca discriminariam estes filhos. Porque são eles que ficarão com nós quando ficarmos velhas!"

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Gays afeminados e lésbicas machudas. Já estamos prontos pra eles?




É realmente natural do ser humano olharmos "torto" para aquilo e aqueles que são tidos como "diferentes!".
Aceitar a homossexualidade já não é uma coisa tão fácil. E se ela vier em uma mulher com jeitão de homem ou em um homem com jeitinho de menina fica bem mais complicado!
Dentro de uma sociedade hipócrita é mais fácil aceitar aqueles que agem com naturalidade e passam despercebidos nos locais sem darem "pinta".
Quando nos assumimos para nossas mães, um dos maiores medos delas é que a partir daquele momento viremos "mulheres" e comecemos então a sair por aí rebolando e desmunhecando.
Elas sentem esse medo não por elas que nos amam apesar de tudo, mas por toda uma sociedade que será cruel conosco se formos assim.
E até mesmo no nosso próprio meio o preconceito existe. Eu conheço amigos que não tem pinta e que não gostam de caras afetados, ou aqueles que discriminam as lésbicas que tem um jeito mais másculo. Esquecendo que independente de qualquer coisa somos todos gays. E que você não é mais macho que aquele cara que dar pinta. Visto que ambos gostam da mesma coisa e ninguém garante que ele delire mais que você diante de um músculo rígido.
Até a própria tv mostra que é mais fácil aceitar os gays sem pinta.
Já reparou como nas novelas os gays para serem respeitados e queridos pelo publico tem que serem super discretos?
Geralmente são moças e rapazes bem bonitos e totalmente "normais" aos olhos de qualquer pessoa, para que assim aconteça uma fácil aceitação.
E quando a tv decide mostrar um gay de forma mais afetada faz com que aquele personagem caia em uma caricatura para que então agrade o publico através do humor.
E isso também acontece na vida real sabia? Quantos e quantos gays afetados se utilizam do humor para serem aceitados dentro de um grupo?
Isso é igual a historia do gordinho que precisa ser bem inteligente ou engraçado, do feiinho CDF e da meninha linda e burra que acha que só por ser bonita já agrada e não precisa mais trabalhar nada.
Coloquei nas fotos do post dois grandes artistas homossexuais já falecidos, mas que se enquadravam nesta questão de gays afeminados e lésbicas machudas.
Clodovil assumidamente gay nunca teve vergonha de ser quem era. E Cássia não deixou de ser sucesso devido seu jeito nada feminino de ser.
Mas será que esta aceitação seria tão fácil se eles não fossem artistas famosos? Será que aceitaríamos o Clodovil com toda aquela pompa se ele fosse nosso vizinho? E a Cássia seria bem aceita como por exemplo a professora de nossos filhos ou sobrinhos?
Mundo feliz este no dia em que as lésbicas deixarem de serem vistas como sapatões e os gays como viados, se tornando apenas homossexuais!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Os opostos se atraem?


Será que é fato que os opostos sempre se atraem ou isso é algo que devemos deixar apenas pra física?
Será que não é mais simples namorarmos pessoas mais parecidas conosco? Com os mesmos gostos, conceitos, ideologias, religião...
Quando namoramos pessoas muito diferentes de nós isso geralmente gera confusão. É difícil por exemplo um cara mais caseiro se dar bem com um namorado muito baladeiro, ou um cara que é intelectualizado, gosta de ler e entende dos assuntos que acontecem no mundo aguentar um carinha meio desprovido de inteligência e que ama o Pop Som.
Mas será que também não fica meio chato quando encontramos a pessoa "perfeita"? Aquela que parece que foi preparada pra nós, mas que não trás nada de novo?
É realmente o ser humano é muito complicado. E essa historia dos opostos que se atraem não pode nunca ser generalizada. Ela é totalmente pessoal.
Eu particularmente me atraio mais por pessoas que vivem em um mundinho mais ou menos parecido com o meu. Que compartilham dos mesmos gostos e possuem as mesmas convicções.
Mas tenho consciência que existe aqueles que acham isso um saco e preferem mais a novidade de pessoas diferentes, somada a pequenos desentendimentos por essa diferença que acaba sendo um ponto a favor pra relação, dentro do conceito desse tipo de gente.
E não podemos esquecer que esse negócio de opostos se atraindo não está relacionado somente a personalidade, mas também a questão física.
Como se pode ver na foto acima do texto temos um cara negro beijando um outro branco. E esse tipo de atração por pessoas de estereótipos e físicos diferentes é comum.
Geralmente gostamos nos outros aquilo que não temos. Por exemplo, um cara de pernas finas admira os que tem pernas grossas; Os caras de cabelos crespos se atraem pelos de cabelos lisos: Aqueles com uma beleza mais delicada preferem os que tem uma beleza mais rústica e por aí vai.
E isso tudo sem falar dos garotinhos que preferem caras mais velhos e vice-versa.
Só para se ter uma idéia eu conheço todos esses tipos acima citados! Tenho todas essas pessoas no meu circulo de amizades.
Tenho um amigo negro que gosta de caras brancos e inclusive namora um; Tenho um amigo magro que ama um gordinho; O intelectualizado que adora os machos meio rudes...
Tenho um amigo muito caseiro que está namorando um cara que sempre foi muito baladeiro e apesar de se amarem muito isso não é o suficiente para evitarem as brigas e o fim da relação.
Nenhum dos dois quer ceder e ainda querem que o outro mude "por amor", pelo bem da relação!
Bom, depois de tantos exemplos dados aqui sobre a possibilidade de os opostos se atraírem, faça você mesmo sua avaliação e veja se pra você os opostos se atraem ou não!
Ah e não esqueça que no caso de nós gays, é curioso que pelo menos sexualmente os opostos não se atraem mesmo!

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Triângulo amoroso? Eu já vivi!




Não é nem por falta de caráter ou por algo que foi premeditado. Coisas assim simplesmente acontecem! E falo com toda certeza, porque já aconteceu comigo!
As vezes você tá passando por uma situação delicada no namoro ou já está em processo de fim de relacionamento. E no meio desses turbilhões de emoções eis que surge uma terceira pessoa. Que pode ser sua salvação ou sua condenação!
Eu já vivi um relacionamento falido de anos com uma pessoa. Eu sabia que esse relacionamento não tinha futuro, mas vocês sabem como são as coisas! A gente sempre acaba empurrando com a barriga, tentando evitar o inevitável, ou quem sabe pelo menos adia-lo.
O fato é que muitas pessoas são como eu, não possuem coragem para botar um ponto final em uma relação que não tá legal. Elas pensam que se depois vierem a se arrepender serão as únicas culpadas pelo seu sofrimento.
Então foi assim que conheci o Mister Fox! Ele era carinhoso, romântico e atencioso. Mostrava pra mim um Paulo que eu tinha deixado de lado, um Paulo que tinha seu valor!
O tempo ia passando e eu não conseguia terminar com nenhum dos dois. Nem com meu então namorado que apesar de tudo me dava segurança e nem com o Mister Fox que me dava tudo, menos a segurança que anos de namoro permite.
E foi assim que me deparei com um dos primeiros triângulos amoroso da minha vida!
E quer saber o fim da historia? Ela não tem um happy end!
Sinceramente não aconselho ninguém a levar um triângulo amoroso. Por mais sensível e frágil que você se encontre, é necessário que busque forças e faça sua escolha, se não todos poderão sair feridos.
De inicio você até pode achar que aquela terceira pessoa que surgiu é a solução dos seus problemas, mas não se engane! Se você não tomar uma decisão rápida, ela só lhe trará mais problemas!
Geralmente pessoas que vivem um triângulo amoroso, são pessoas que estão em um relacionamento que deixa a desejar. E se encontrando vulneráveis acabam se apaixonando por uma outra pessoa! E por serem frágeis demais não terminam nenhuma das relações.
Do mesmo jeito que levavam o relacionamento falido empurrando com a barriga, começam a levar este triângulo também!
Se você perceber que caiu em uma dessa, fuja enquanto é tempo! Porque um triângulo amoroso que não tem logo um ponto final, te leva do nada pra lugar nenhum!

domingo, 1 de novembro de 2009

Mulher com mulher, hum ou eca?


Eu já havia notado que nunca tinha falado aqui das lésbicas, as mulheres que amam mulheres! Se este blog trata do universo gay porque esquecer as lésbicas? Isso não tava sendo justo!
Assumo que não falava muito ou nada sobre esse tema, justamente por não o conhece-lo muito bem.
Eu nunca tive amigas lésbicas e só agora recentemente comecei a manter contato com algumas.
Pra mim isto é um assunto novo e nem sei muito o que falar ou como me comportar diante dele.
Então por isso estranhe bastante quando vejo duas mulheres trocando caricias. Por favor não é preconceito, quem sou eu pra ter qualquer tipo de preconceito? É apenas um olhar meio estranho diante do novo que é diferente.
E é curioso que homens heteros que sentem nojo só de imaginar dois barbudos se beijando, adoram ver duas mulheres se agarrando e trocando caricias, isso é extremamente excitante pra eles.
Transar com duas mulheres ou ser vouyer assistindo duas mulheres transando são fantasias que fazem parte do imaginário da maioria dos homens heteros.
Mas com os gays esse tipo de fantasia passa longe. Nós gays sentimos um pouco de asco ao ver duas meninas dando aquele beijão. E não é preconceito mesmo! É apenas nojo em ver dois seres que nós não beijaríamos na boca trocando o maior beijão bem na nossa frente.
É claro que nem todos os gays são assim, eu falo isso por mim e pela maioria dos gays que conheço, que ao assistirem as lésbicas em Queer as Folk soltam um ECA!
Bom, espero que tenha me saido bem no meu primeiro post falando desse mundo que é totalmente novidade pra mim, mas prometo que em breve falarei com mais precisão dessas mulheres que amam outras mulheres e que nós gays amamos ama-las!
Selecionei alguns do maiores e melhores beijos dados por mulheres famosas. Se deliciem!

Em 2003 Madonna deu um beijo duplo em outras duas musas pop, Britney Spears e Christina Aguilera.


Na série televisiva The O.C. a protagonista Marissa começava um relacionamento lésbico com a não menos linda Alex.


Em Sex and The city foi a vez de Sarah Jéssica Parker na pele de Carrie Bradshaw beijar uma outra mulher, que por sinal não era uma mulher qualquer. Era nada mais e nada menos que Alanis Morissette que fazia uma participação na série.


Mais recentemente duas apresentadoras brasileiras, no caso Luciana Gimenez e Adriane Galisteu acabaram com os boatos de que não se davam bem e selaram a paz trocando um selinho no teleton deste ano.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Meu adorável amigo "canoa"


Você tem um amigo que admira, que acha que ele é o cara, cheio de atitude e personalidade. Até que de repente ele conhece um carinha e muda completamente!
Cade toda aquela personalidade? Pra onde foi toda aquela atitude?
E você será que tem o direito de alerta-lo sobre isso? Será que por mais íntimos que sejamos temos o direito de nos intrometer na vida do outro?
Eu tenho um amigo que solteiro sempre foi muito brincalhão, risonho e extrovertido, mas depois que arrumou um namorado ele mudou muito. E nas reuniões entre amigos vive calado, sério, perdeu aquela graça e humor contagiante! Ele não é nem a sombra da pessoa que foi um dia.
Esse tipo de gente como meu amigo é tão carente que aceita tudo para não correr o risco de perder o namorado.
Eles se submetem a situações chatas, engolem muitos sapos, deixam de ser eles mesmos e começam a colocar a felicidade deles na mão do outro!
" Se o outro me beija e me trata bem sou feliz! Se ele me ignora ou me maltrata sou triste!" Nossa que tristeza mesmo colocar a nossa felicidade nas mãos de uma outra pessoa.
Pena! É isso que sinto do meu amigo e de todo esse pessoal que dar as costas pro seu "EU" pra poder agradar uma pessoa que conheceu a pouquíssimo tempo e que veio sabe-se lá da onde!
Meu amigo chega a ser patético em certas situações. Na última reunião em minha casa todos jogavam um jogo de tabuleiro e de repente meu amigo que até então estava bem ficou calado, triste e cabisbaixo, logo todos perceberam isso, já que ele não fazia a mínima questão de esconder, mas bastou depois o namorado se levantar de onde estava e abraça-lo que o sorriso voltou ao seu rosto.
É esse tipo de cena que você quer que as pessoas vejam de você com aquele que você diz ser seu "mozão"?
Sinceramente as pessoas não precisam presenciar tais cenas. Já que você quer ser "canoa", que seja então na intimidade do casal e sem plateia. É menos vergonhoso!
Ah mas pelo menos isso tudo serviu pra eu saber o que dar de presente pro meu adorável amigo no natal, darei uma coleira!


quarta-feira, 28 de outubro de 2009

A dor maravilhosa!?

Todos nós sabemos que o ânus não é um local que foi feito para se obter prazer e muito menos pra entrar algo. Mas o sexo anal que não é mais uma prática frequente somente no meio gay, como também vem crescendo cada vez mais entre casais heteros é muito praticado. Sendo adorado por alguns e odiado e temido por outros.
Alguns homens que não são gays adoram o sexo anal, e querem muito que suas parceiras se submetam a tal sexo, coisa que a maioria das mulheres não gostam, talvez por não possuírem a próstata que é massageada pelo pênis no ato da penetração.
O fato é que até mesmo muitos gays não gostam do sexo anal, e o fazem apenas para satisfazer seus parceiros ou simplesmente não o fazem, sendo somente ativos.
Mesmo algumas pessoas dizendo que é prazeroso ser penetrado devido ao pênis que toca a próstata e isso causa o prazer, todos nós sabemos que o ânus não é fonte de prazer, pois se fosse assim todos sentiriam prazer no ato sexual, e sabemos que não é bem assim!
O prazer do sexo anal está muito mais ligado a questão psicológica do que necessariamente física.
Não é o pênis entrando no ânus em que causa o prazer, mas a mente que viaja e vai longe imaginando as mais audaciosas coisas, como a idéia de ser macho e se sentir fêmea ao ser penetrado por outro homem, ou saber que está proporcionando um imenso prazer a outro cara sem ao menos fazer nada, apenas virando a bunda (risos).
Esses tipos de pensamentos excitam na hora "H" e o sexo então se torna prazeroso.
Tanto é que algumas pessoas que estão sendo penetradas assim que que gozam, logo se sentem incomodadas com aquele pênis dentro delas e surge então a dor.
Apesar de que não podemos esquecer que também existem aquelas pessoas que gostam da dor, e que esta dor pra elas é prazerosa. Preferindo que seus parceiros não sejam muito delicados na hora, pois a dor é o que elas querem!
E existe também aqueles que tem tanto medo da dor que nunca tiveram um sexo anal prazeroso. Pensam apenas na dor e acabam sentindo dor. No sexo anal não devemos pensar em dor e nem ficar nervosos, pois isso retrai o ânus, dificultando assim a penetração e causando a terrível e temível dor. Quanto mais relaxados estivermos, mais fácil será a penetração.
Para um bom sexo anal é necessário antes de tudo um bom lubrificante e muitas preliminares para que você esteja no auge do tesão na hora da penetração. Quanto mais tesão você tiver, menos dor terá, ou talvez não terá dor nenhuma. Acreditem que isso é possível sim! Com o cara certo é possível que no sexo anal não tenhamos nenhum pouco de dor, apenas prazer!
Eu por exemplo nunca consegui ter um sexo anal prazeroso com desconhecidos ou pessoas que não tínhamos uma relação amorosa, pois esse tipo de gente que não tem amor por você geralmente está preocupado somente com o seu próprio prazer e o penetra ser delicadeza e cuidado, o que lhe faz sentir dor.
Com um namorado a coisa é totalmente diferente! Você tá sendo penetrado por alguém que te ama, que vai fazer com carinho e que não quer que você sinta dor, a não ser que você queira!

sábado, 24 de outubro de 2009

Ex bom é ex morto!


Tá certo que vocês terminaram na boa e continuam "amigos". Tá certo que terminaram de comum acordo, que ele é gente fina, que você não o ama mais como homem e bla bla bla...Mas acontece que é inevitável não sentirmos um pouco de dor de cotovelo ou até mesmo uma pitadinha de ciume quando encontramos nosso ex na rua, no cinema, no shopping, na balada muito bem acompanhado, aparentemente feliz e sei la...parece que ele tá mais forte agora, mais bonito! Será que ele tá malhando?
É natural do ser humano achar que o que é do outro sempre é melhor do que o nosso e poder querer aquilo que não pode ter. Principalmente se aquilo que você quer já foi seu um dia.
E pra falar a verdade, você nem o quer de volta, você lá no fundo sabe que vocês não tem mais nada a ver e que não dará certo, mas a realidade é que a felicidade dele te incomoda horrores.
Quando terminamos e cada um vai pro seu lado a sensação que se tem é que agora começou a disputa pela felicidade! E a guerra está declarada!
É o momento de mostrar um pro outro que estamos mais felizes e mais lindos do que nunca. Que temos muitos amigos, namorados, pretendentes...
A gente quer mostrar que estamos loucos de felicidade na balada, e aí enchemos nosso orkut de fotos "felizes".
Quando encontramos uma pessoa que seja um pouco interessante colocamos nossa foto com ela no perfil do orkut e no msn. E sempre com frases do tipo: "Até que enfim encontrei o amor da minha vida!" ; "Muito feliz ao seu lado" : "Agora sim sou feliz de verdade!".....
Na verdade você nem tem tanta certeza se é tão feliz assim, mas você tem a certeza de que precisa provar isso a alguém, no caso o ex!
A felicidade do ex chega a incomodar, e por mais que você tenha agora um amor fraterno por ele, você de uma certa forma não o quer feliz!
Não quer encontra-lo nas baladas, não quer saber se ele tá namorando e nem fazendo sexo com outras pessoas. E ver então que ele atualizou o relacionamento no orkut colocando namorando ou casado aí é o fim!
Por isso que muita gente acha que realmente ex bom, é ex morto!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Liberte-se das amarras e seja feliz!

Muitos gays preferem levar uma vida de mentiras do que lutarem por sua felicidade. Mostrando para as pessoas que não é porque é gay que é mentiroso, falso e mau caráter.
E assim vão fingindo a todo instante ser o que não são!
Eles são os melhores filhos, os melhores irmãos, os melhores profissionais, só não são eles mesmos!
Tenho pena desse tipo de gay que escolhe o caminho "mais fácil". Que prefere a certeza de uma vida de alguns momentos felizes em meio a mentira do que a possibilidade da total felicidade em meio a verdade!
Tá certo que ao se assumirem e assumirem quem realmente são algumas pessoas podem se afastar. Alguns colegas de trabalho podem o olhar torto, os vizinhos podem chamar seus filhos pequenos quando deles se aproximarem, mas peraí! Quem liga pra isso? Você liga pra opinião de pessoas que só o amam ou gostam de você se você não for você? Eu não! Obrigado! Se for pra ser amado que seja amado pelo o que sou. E se for pra ser odiado, dane-se! Me odeiem também pelo o que sou!
Quando eu era criança tentava ser o filho perfeito e a todo instante tentava agradar minha mãe. Sabe que nunca tive o devido reconhecimento?
Já na adolescência pensei em algumas vezes deixar de ser eu e fazer coisas que gosto em pró da minha mãe, foi então que percebi que ninguém poderá ser feliz por mim, e que a única pessoa que pode ser feliz por mim sou eu mesmo! E se eu não for feliz por mim, ninguém será! Resultado: Serei infeliz!
E as pessoas que me amam de verdade não me querem infeliz, me querem feliz e radiante por eu poder ser quem eu realmente sou!
Qual é a graça que tem você saber que as pessoas só o amam se você for um personagem? Nenhuma!
A paz que se tem de poder ser você mesmo não tem preço. E é a melhor coisa da vida!
Então deixe hoje mesmo de fingir ser o que não é. Lute por sua felicidade! Liberte-se de todas as amarras e goze a vida!
Como diz a Léo Aquila: Se joga pintosa!

Vai ai a letra da música que pode te dar aquele empurrãozinho pra você se jogar na vida:


Eu não to aqui pra ser só mais uma
Mas também não me sinto a tal
Pra conquistar esse Lugar eu faço cara de FataL...Que tal?

Se joga pintosa

Danço do meu jeito, acredito, me aceito...
Ô BICHA!EU sei que sou bonita
E o povo que aplaude,é o povo que acredita!

Se joga pintosa,põe rosa!
Faça a Perigosa
Põe Rosa
Muda essa história
Põe rosa
Seja perigosa
Põe rosa!

Tô aqui pra ser feliz
Sentindo a batida
Tocando a vida
Cicatrizando a ferida

Cansei dessa historia de ser forte pra tudo aguentar
Se fingir de feliz, é bancar a trucosa...
Eu quero é mostrar que sou poderosa!


Se joga pintosa põe rosa!
Uma imagem grita sem ter que falar nada
Tô Linda!Pelada! Ponposa(...)

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Parceiros do sexo!

Que atire a primeira pedra aquele que nunca teve um parceiro apenas pra sexo na vida!
Todos nós em alguma fase da vida já tivemos as nossas amizades coloridas. Os amigos que não sabemos de onde vem, o que fazem, onde trabalham, onde estudam, o que gostam de fazer, se gostam de ler, ouvir música, cinema...Mas sabemos que basta um telefonema e pronto! Temos em casa sexo rápido, gostoso e sem a obrigação de ligar no dia seguinte.
É muito mais fácil ter um amigo desses do que se aventurar na net ou em baladas com pessoas totalmente desconhecidas para ter somente o sexo!
Não é de uma maneira programada que estas amizades sexuais se formam.
As vezes uma transa boa com o até então desconhecido faz com que você ligue uma vez quando pintar a vontade e a oportunidade, e em uma outra vez ele te liga, e assim vai nascendo uma amizade que tem como único objetivo o sexo!
Não vejo nada de mal nisso. As duas pessoas não estão iludidas, não estão esperando nada em troca além de sexo e muito menos estão interessadas em saber como você vai no trabalho ou na faculdade. É puro sexo e até a próxima!
Eu é claro que já tive meus amigos sexuais. No geral eram pessoas que conhecia com outras intenções mas que depois do sexo não rolava uma vontade de pegar um cinema junto, sair pra jantar, bater papo...Nada disso! Mas rolava uma vontade grande de transar novamente.
E se eu queria e a pessoa também. Porque não?
Bastava pegar o telefone e o sexo chegava dentro de alguns minutos. Este é o famoso sexo delivery!

É possível amar mais de uma pessoa?


Algumas pessoas acham impossível amar dois ao mesmo tempo, visto que quando você está verdadeiramente apaixonado por alguém não se tem olhos para outras pessoas que não seja o ser amado.
Mas tem gente que não tem este pensamento tão romântico e acredita que é possível sim amar duas pessoas ao mesmo tempo, já que o amor nunca é o mesmo que sentimos por um e por outro.
Será que quando estamos totalmente apaixonados o mundo lá fora deixa de existir? Será que quando gostamos muito de uma coisa isso automaticamente elimina outra que gostamos também?
Já ouvi dizer que uma mãe ama todos os filhos de maneira igual e que uma pessoa pode amar muito seu namorado e sua mãe de maneiras diferente!
Realmente! Eu amo muito algumas pessoas com a mesma intensidade, mas não da mesma maneira. Eu sei que tudo é amor, mas não o mesmo amor!
Então será que não se pode mesmo amar a duas pessoas ao mesmo tempo?
Algumas pessoas gostam de doces e também gostam de salgados, outras adoram uma manhã quente de verão, mas também adoram dias frios e chuvosos. Então porque será que sempre temos que opinar entre um ou outro? Não podemos amar tudo? Não podemos plantar amor? Quem não permite isso? A sociedade hipócrita? Nossa educação e valores que nos foram passados? Quem diz que o certo é amar só um, Deus? Não seria tudo uma questão cultural?
Muitas e muitas perguntas, e quase todas sem respostas, mesmo porque pra responde-las teríamos que passar por cima de muitas coisas e conceitos formados que trazemos ao longo dos anos. É mais fácil amar só um (ou pelo menos fingir que ama).

domingo, 18 de outubro de 2009

Masturbação. O prazer solitário!


Já dizia o mestre Clodovil Hernandez : "Nesta vida nós precisamos de todo mundo! Ninguém pode se dar ao luxo de dizer que não precisa de ninguém, pois até na masturbação você precisa pensar em outra pessoa pra chegar ao orgasmo!"
Clodovil parecia entender bem das coisas. Então será que a masturbação de prazer soliário não tem nada? Devemos ter ciúmes de nossos namorados quando eles se masturbam pensando sabe-se lá em quem?
Algumas pessoas não gostam de saber que o namorado se masturba vendo filmes, revistas ou sites eróticos. Já outras parecem não se importar muito com isso. Entendem a masturbação como algo normal que todos fazem. E existem aquelas como eu que preferem nem pensar nisso!
Tá certo que é normal se masturbar e até saudável, já que você não corre o risco de pegar doenças com a própria mão. Mas não é tão fácil saber que o namorado da gente se masturba vendo fotos de caras pelados. Já que é uma forma de mostrar que sentem desejos por outros caras, quanto que lá no intimo nosso pensamento romântico gostaria que esse desejo fosse somente por nós!
Mas perae! Para tudo! Você também se masturba! E as vezes também pensando em outros caras! Por que você pode e ele não?
-Ah é que, hum...sabe?
Hum...como imaginei. Sem respostas!
Todo ser humano tem um "Q" de egoísmo e hipocrisia dentro de si. Sempre pensamos em nós primeiro e as vezes tentamos passar uma imagem melhor para as pessoas do que a nossa verdadeira.
O fato é que masturbar-se é algo natural e normal, que deve ser encarado da mesma maneira!
Lá por volta dos 11 ou 12 anos quando a voz começa a engrossar, o corpo vai se modificando, o ato de masturbar-se aparece!
Se tornando um dos primeiros e maiores prazeres da vida! E muitas vezes se estendendo a vida adulta por ser tão bom!
As vezes temos um namorado a nossa disposição para o sexo, mas preferimos partir para o dois contra um! Que não precisa atiçar ninguém, não precisa perder tempo pra preliminares e vai sair um sexo exatamente como queremos!
A masturbação nos faz viajar. Você pode transar com quem quiser, aonde quiser e a hora que quiser!
Algumas pessoas dizem que não gostam de se masturbar pensando no galã do filme ou da novela, pois pro prazer existir tem que ser algo mais real possível.
Então começam pensando no Brad Pitt e terminam pensando no Seu Jorge (o vizinho do lado).
De qualquer forma se o seu vicio for a masturbação, se delicie e aproveite! Pois com toda certeza é o vicio mais saudável que você pode ter!

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Ciúme ou inveja?


Você já parou pra pensar que as vezes quando um cara fica olhando pro seu namorado com desejo e você sente ciúmes, talvez não seja ciúme, mas sim inveja?
Isso mesmo! É natural que um cara hétero fique com ciúme de um outro cara dando em cima da namorada dele. Mas com um casal gay a coisa pode ser bem diferente!
Quando um cara dar em cima de nosso namorado nem sempre temos ciúme por alguém ta desejando algo que é considerado "nosso" , mas sim uma certa inveja desta pessoa estar preferindo outro cara que não é nós! Visto que somos ambos homens e temos o mesmo público alvo.
Você pode se sentir diminuído perante seu namorado ao perceber que ele faz mais sucesso com os homens do que você. E aí pode rolar um strees com cara de ciúme, quando que na verdade é pura inveja de você não ser este arrebatador de corações que ele é.
Eu fui acostumado a namorar caras não tão mais bonitos que eu, sempre no mesmo padrão. Mas um dia namorei um carinha que era nitidamente bem mais bonito, e apesar dele não ser nenhum pouco vaidoso e andar com roupas nem tão atraentes chamava mais atenção das pessoas do que eu com minha beleza modesta, meu cabelo no gel e minhas roupas fashions. Inveja era o que eu sentia, admito!

domingo, 11 de outubro de 2009

Ativos, passivos e versáteis



Quando um cara hétero chega em uma menina ele fala: Olá tudo bem? Qual o seu nome? Será que eu posso te conhecer?
E quando um gay chega em outro cara ele fala: Olá tudo bem? Você é ativo ou passivo?
Pode até parecer exagero mas não é não! Basta você entrar em uma sala de bate papo que você verá a quantidade de gays que as vezes antes de qualquer outra pergunta, vão logo querendo saber se o cara é ativo ou passivo.
Mas não pense que isso é pura superficialidade não, pois no nosso mundo gay é importantíssimo saber se aquele cara que pretendemos nos envolver é ativo, passivo ou versátil, visto que não é igual ao mundo hétero onde o homem e a mulher já sabem a função que devem desempenhar.
Já pensou se você que é passivo e se apaixona por um cara, onde vocês não falam de sexo até que quando o grande dia chega e ambos viram de costas? Não da né? É como diz um amigo meu: "Mulher com mulher só na Marisa!"
E até o criador de tal frase já caiu nessa! Ele se apaixonou por um cara todo machão e não queria quebrar o clima de romance falando de sexo, e assim eles iam ao shopping, cinemas, casa de amigos, até que um dia conversando no carro no momento em que o cara ia deixar ele em casa, meu amigo falou algo que dava entender que ali tinha um passivo e o cara depois desse dia sumiu. Não atendia mais os telefonemas de meu amigo, até que depois de muita insistência ele acabou atendendo e se desculpou dizendo que infelizmente não poderia mais rolar nada. Meu amigo surpreso perguntou o que ele tinha feito, e o cara respondeu: Nasceu passivo!
Viu só? O cara também era passivo e queria um ativo, se eles tivessem batido um papo a respeito disso antes não teriam perdido tanto tempo e dinheiro com programas que não iam dar em nada.
E dois ativos então? Nem precisa falar que dois bicudos não se beijam.
Agora se você for versátil o negócio fica mais fácil, por você topar qualquer parada e ser total flex, mas mesmo assim a maioria dos versáteis sempre gostam mais de uma coisa do que de outra. Dificilmente um versátil gosta das duas coisas de maneira igual. Mas mesmo assim ser versatil é sempre mais fácil!
Então vamos falar dos ativos, passivos e versáteis de maneira individual.
Ativos

Os ativos geralmente são bem másculos e passam quase despercebidos como héteros.
Esperasse que os ativos não tenham pinta nenhuma de gay. Eles são quase héteros que transam com homens, se é que isso é possível.
Em um relacionamento o ativo se ver como o homem da relação, e preferem garotos mais meigos e com alguma caracteristica feminina, mostrando que ali o macho é ele!
Eles gostam de seduzir como um perfeito garanhão, pagando cinema, dando presentes, seduzindo sua "fêmea".

Passivos


Os passivos são a maioria dos gays. A maioria dos caras gays gostam mesmo é de se sentirem mulheres com seu macho que o penetra e o faz "fêmea".
É bem mais fácil perceber que um cara é passivo, ele geralmente é afeminado, tem trejeitos femininos e gosta de se sentir a mulher da relação.
Gostam de homens que paguem o cinema, abrem a porta do carro e mostrem a todo tempo que eles são "o sexo frágil" e que precisa de alguém que cuide deles e os proteja.
Versáteis


Muitos gays também são versáteis, eles curtem tudo e por isso pra eles a coisa é ainda mais fácil, pois assim eles não precisam ficar perguntando se o cara é ativo ou passivo, o que vier é lucro!
Os versáteis não gostam de serem vistos como o homem ou a mulher da relação. Eles querem um cara igual a eles, que não agridam sua masculinidade os fazendo sentir mulheres e nem aqueles afeminados fazendo-os se sentir o machão.
Eles precisam de alguém que sejam pra eles um igual, sem ceder o lugar no ônibus, sem pagar o cinema, sem grandes coisas que separem atitudes de homens ou mulheres.
Os versáteis preferem que tudo seja dividido, e que o cara também não seja muito mais alto que ele e nem muito mais baixo, quanto mais próximo do que ele representa melhor!
Alguns versáteis tem pinta e outros não. Isso é bem relativo.


Espero que vocês tenham gostado de saber um pouquinho mais sobre os tipos de gays que somos, mas é claro não generalizando.